Dinheiro e Felicidade

Coaching Financeiro

Home  >>  Coaching Financeiro

AlexLopes_web

Alex Lopes

O coaching financeiro é um processo que visa potencializar (transformar potencial em potência) a performance financeira, levando o Coachee à Alta Performance Financeira. Envolve conhecimento, dedicação e conquista (nesta ordem), levando o Coachee de onde ele está para onde ele quer chegar.

Como se inicia o processo?

Uma boa conversa inicial sobre a experiência com dinheiro do candidato a Coachee é crucial para o estabelecimento de uma parceria de coaching financeiro eficiente. Esta entrevista é o momento para mútua apresentação e para buscar estabelecer empatia e uma base de confiança que deverá crescer ao longo do processo. É um tempo de muitas perguntas e respostas, de parte à parte. O também candidato a Coach deve, com suas respostas, transmitir ao provável cliente a certeza de poder levá-lo aos resultados desejados. Este também é o momento de acordar o preço do serviço, a frequência e o canal ideal para os futuros contatos, caso haja o estabelecimento da parceria.

Como se desenvolve o processo?

É importante frisar que o coaching é uma parceria, com papeis distintos. Os resultados devem aparecer na vida do Coachee, desde o início: primeiramente, no encorajamento e facilitação na identificação de objetivos e metas; mais adiante, em termos práticos, com conquistas claras. O Coach atua para quebrar as barreiras mentais e emocionais que impedem o seu cliente de alcançar suas aspirações.

À semelhança dos esportes, onde figuram os mais badalados Coaches, o Coach Financeiro apoia o Coachee em suas tomadas de decisões, na criação/seleção de suas metas e objetivos, e na manutenção do foco. Assim, decisões, metas, objetivos e foco são as ferramentas básicas do coaching para potencializar as crenças do Coachee e levá-lo ao progresso e ao sucesso.

O treinamento financeiro envolve organizar (estruturar visando à sustentação no longo prazo), planejar e programar (compreender e pretender modificar a realidade por meio de ações pré-determinadas, de modo a evitar que disparos emocionais sabotem os resultados desejados), sonhar (descobrir como fazer mais dinheiro, criando alternativas, ousando e inovando) e manter o rumo (ter a determinação, coragem e resiliência para agir em prol das metas e objetivos traçados). Para tanto, Coach e Coachee desenvolverão um plano de ação, metas e objetivos de curto, médio e longo prazos. Será necessário conhecer as prioridades financeiras do Coachee, perguntando objetivamente quais são estas prioridades financeiras e que diferença elas farão em sua vida quando alcançadas.

Quando se encerra o processo?

Esta pergunta não tem uma resposta única e objetiva. Dependendo da distância entre a condição atual do Coachee e seus objetivos financeiros, uma boa abordagem pode ser a divisão do processo em etapas, com metas intermediárias específicas e prazos bem definidos, que ajudarão a aferir o progresso. Quando a última meta for alcançada e o objetivo realizado, o processo estará encerrado.

Se houver uma estagnação do processo, é importante que haja honestidade de parte a parte para identificar as causas. Por exemplo: pode ser que o Coach não tenha a capacidade de conduzir seu cliente a uma meta mais elevada; pode ser que ao Coachee falte disciplina e/ou determinação para enfrentar seus desafios. O importante, como complemento da honestidade já mencionada, é não projetar na contraparte a responsabilidade que é sua. A eficiência é fundamental ao processo; uma vez perdida, o coaching perde, automaticamente, o propósito. Assim, basicamente, são três razões que levam o processo ao encerramento:

  1.  Estagnação, por incapacidade do Coach de auxiliar o Coachee;
  2. ‚ Interrupção, por inércia do Coachee diante dos seus desafios; e
  3. ƒ Sucesso por terem ambos, Coach e Coachee, alcançado o objetivo almejado.

Assim, quando Coach e Coachee mantêm-se trabalhando coordenados e comprometidos, espera-se que o processo se encerre na conquista.


Observação: alguns conteúdos do texto foram adaptados ou transcritos a partir do livro “COACHING FINANCEIRO”, de Roberto Navarro, Editora Momentum, 2014.

SharedLink5

Quem precisa de coaching financeiro?